UEL finaliza estrutura para instalação de usina fotovoltaica

A equipe da Prefeitura do Campus Universitário (PCU) concluiu a montagem da estrutura que vai receber a instalação da usina fotovoltaica, localizada no estacionamento da Clínica Odontológica (COU). As placas fotovoltaicas deverão ser instaladas sobre a estrutura no máximo até agosto. A usina produzirá energia limpa e renovável para todo o Campus Universitário. A ação faz parte do Projeto de Eficiência Energética da COPEL.
A estrutura totaliza dois mil metros quadrados de área construída. Com a colocação das placas, o estacionamento da COU contará com 114 vagas semicobertas. Cada vaga tem três metros de altura, três metros de largura e cinco metros de profundidade.
A fabricação das peças de concreto foi na própria UEL, utilizada de mão de obra da UEL para fabricação, transporte e montagem. De acordo com o prefeito do Campus Universitário, Gilson Bergoc, a fabricação própria gerou uma grande economia. Os gastos, orçados inicialmente em R$ 300 mil, foram reduzidos ao valor de R$ 91.300, entre materiais e mão de obra, ou seja, uma economia de quase 70% na estrutura completa.
“Tudo foi feito aqui na PCU. Isso gerou economia para a Instituição, melhorando o uso do dinheiro público”, disse. Ainda segundo Gilson Bergoc, a área escolhida para a instalação da usina fotovoltaica é ampla, aberta, sem sombreamento e com grande incidência solar durante todo o dia. A energia gerada será inserida na rede elétrica do Campus, em média tensão (13.200V) por meio de um transformador que proporcionará a diminuição dos custos com a fatura de energia elétrica, uma vez que parte da energia consumida será gerada pela própria Universidade.
O servidor Osvaldo Conceição Berto, encarregado da Seção de Pré-moldados da PCU, liderou a equipe de cinco servidores para a fabricação das peças estruturais. Ele destaca que foi bastante trabalho nesses últimos dois meses para a fabricação dos pilares e vigas de concreto armado. “Eram 15 servidores aqui (na fábrica de pré-moldados da PCU/UEL) e hoje somos cinco. Graças ao empenho de todos conseguimos fazer a estrutura”, afirma. Osvaldo reconhece a utilidade do trabalho feito por eles em benefício da Universidade, como forma de economia de energia em futuro próximo.
Projeto de Eficiência Energética – Aprovado na Chamada Pública COPEL VPDE 001/2017, em atendimento ao Programa de Eficiência Energética da ANEEL, a UEL foi contemplada com R$ 4,9 milhões para aplicar nos projetos de Eficiência Energética Prioritário (PEE) e de Pesquisa e Desenvolvimento Estratégico (P&D).

Com ênfase na economia de energia e seu uso eficiente, o Projeto de Eficiência Energética da UEL prevê investimentos no valor de R$3 milhões em ações que são implementadas no Campus. Além da instalação da usina fotovoltaica, está em fase de conclusão uma unidade geradora de energia elétrica a biogás que será produzido em biodigestores, localizados na Fazenda Escola, e ações de substituição de lâmpadas, condicionadores de ambiente e destiladores de água, por equipamentos mais eficientes e de menor gasto energético, gerando economia no consumo de energia da Universidade e até de água, como é o caso dos destiladores.
O Projeto de P&D tem como foco a utilização de resíduos produzidos na Fazenda Escola, do Centro de Ciências Agrárias (CCA), e do Restaurante Universitário (RU), para gerar energia elétrica por meio de um conjunto moto-gerador. A energia elétrica gerada também será inserida à rede do Campus Universitário. O investimento total do P&D é de R$1,9 milhões para compra de material de consumo, equipamentos e estruturas, além de bolsas de estudos para estudantes de graduação e pós-graduação

Fonte: Seti

Mais Textos Smart Energy:

No Blog Smart Energy você encontra notícias sobre o setor de energias e também artigos científicos desenvolvidos por especialistas na área